Conservação

materiais e técnicas

Quando emolduramos uma obra de arte seja ela uma gravura, fotografia, desenho ou pintura temos que pensar sobre sua conservação para que ela não sofra ataque de fungos, não fique exposta a materiais ácidos que podem alterar a cor e como fixar esta obra para que ela possa ser removida da moldura no futuro.

O passe-partout (margem) tem além da função estética de criar um campo visual tem a função de criar um espaço entre o vidro e a obra evitando assim a condensação da umidade o que propiciaria o aparecimento de fungos ou a aderência da obra no vidro.
Na montagem caixa usamos espaçadores de madeira para criar um espaço entre o vidro e a obra muito maior do que com o passe-partout permitindo acomodar obras com mais espessura ou mesmo objetos tridimensionais protegendo e permitindo que sejam expostos na parede.
Os passe-partout são confeccionados com papeis neutros importados dos EUA ou da Inglaterra, disponível em diversas cores e níveis de reserva alcalina, diferentes mas todos com o objetivo de não acidificarem a obra o que causa amarelecimento e até a degradação das fibras.
Os materiais para fixação da obra no passe-partout ou mais precisamente no fundo devem ser necessariamente neutros (acid free) para que não acidifiquem as partes da obra por onde será fixada, bem como fitas adesivas que só devem ser usadas como ultimo recurso para obras que não permitam ser presas por cantoneiras, devem ser neutras e facilmente removíveis com solvente ou mesmo água destilada.
Esta é a forma correta de montar uma gravura sobre o fundo que usa uma fita como dobradiça para que o passe-partut possa ser fechado e a obra fique firmemente presa e sem contato com o vidro ou com a madeira da moldura.
Aqui vemos o final do processo de montagem com a obra fixada no passe-partout pronta para ser montada na moldura que deve respeitar alguns critérios para completar a proteção.
Papel de algodão neutro gramatura de 250 g usado para isolar e ajudar a absorver a umidade da obra evitando sua condensação é também uma barreira contra a acidez vinda do fundo da moldura.
Terfane é um filme de poliéster inerte e neutro usado para bloquear a umidade e a acidez que vem pelo fundo da moldura é padrão em todas as nossas molduras independente do tipo de material usado para o fechamento.
Fechamento traseiro da moldura com chapa de policarbonato alveolar é a opção mais leve e que absorve menos umidade sendo a maneira ideal de isolar o interior da moldura,
Este é o resultado final com chassi de madeira aparafusado, garantindo pressão na montagem e estruturando a moldura permitindo o uso de perfis finos em montagens grandes.

 

Vidros especiais com tratamento anti-reflexo e proteção UV protegem a obra contra desbotamento das cores, perda da assinatura e amarelecimento do papel.
Disponíveis em 3 níveis de proteção 70 % – 90% e 99% também conhecido como vidro museu.

Restauração

Obras em papel
Quando a obra está em mau estado com manchas de acidificação e de fungos indicamos o trabalho de restauração que consiste em usar produtos quimicos para clarear as manchas desacidificar o papel e neutralizar manchas de fungos
Resultado final do processo executado pela nossa parceira Helen Ikeda que tem uma sólida formação teórica e muitos anos de experiencia garantindo a segurança do procedimento e os melhores resultados possíveis.